Curiosidades

Ditos populares que falamos e entendemos errado!

09:00


Eu falava assim… Aprenda o correto:
E a gente pensa que repete corretamente os “ditos populares” – 

No popular se diz: Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho carpinteiro.
Minha grande dúvida na infância… Mas que bicho é esse que é carpinteiro, um bicho pode ser carpinteiro?
Correto é: Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro. Tá aí a resposta para meu dilema de infância!

No popular se diz: Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão.
Correto é: Batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão. Se a batata é uma raiz, ou seja, nasce enterrada, como ela se esparrama pelo chão se ela está embaixo dele?
 
No popular se diz: Cor de burro quando foge.
Correto é: Corro de burro quando foge! Esse foi o pior de todos! Burro muda de cor quando foge?Qual cor ele fica?
Porque ele muda de cor?

No popular se diz: Quem tem boca vai a Roma.Bom, esse eu entendia, de um modo errado, mas entendia!
Pensava que quem sabia se comunicar ia a qualquer lugar! 
Correto é: Quem tem boca vaia Roma. (isso mesmo, do verbo vaiar).
 
No popular se diz: Cuspido e escarrado(quando alguém quer dizer que é muito parecido com outra pessoa).
Correto é: Esculpido em Carrara. (Carrara é um tipo de mármore)

No popular se diz: Quem não tem cão, caça com gato.Entendia também, errado, mas entendia! Se não tem o cão para ajudar na caça o gato ajuda! Tudo bem que o gato só faz o que quer, mas vai que o bicho tá de bom humor!
Correto é: Quem não tem cão, caça como gato…. ou seja, sozinho!
 
Vi lá no Nerd Radical

Dicas

Museu da Língua Portuguesa - a língua, a literatura e a história com tecnologia de ponta

08:01


O Museu da Língua Portuguesa é ponto de encontro do visitante com a língua, a literatura e a história, exibidas por meio de recursos audiovisuais e tecnologia de ponta. No lugar de paredes, vozes. No lugar de obras, espaços interativos. No coração de São Paulo, na Estação da Luz, o Museu proporciona uma viagem sensorial e subjetiva pela língua portuguesa, a sexta língua mais falada no mundo, guiada por palavras, autores e estrelas do Brasil.

A obra é uma realização do Governo do Estado de São Paulo e Fundação Roberto Marinho, com parcerias de empresas públicas e privadas.  Instalado no prédio acima da plataforma de trens da Estação da Luz, no centro de São Paulo, o museu conta com um vasto conteúdo sobre a história da Língua Portuguesa, os idiomas que ajudaram a formá-la, as formas que a linguagem assume no cotidiano e a criação da língua na literatura brasileira, entre outros temas.

Entre nessa viagem à nossa Língua Portuguesa. Garanto que você vai gostar.

Local, horários e preços 

Praça Da Luz, s/n° Centro – São Paulo - SP
Telefone: (11) 3326-0775
Site: www.museulinguaportuguesa.org.br
Funcionamento: Terça a Domingo, das 10h às 18h. Bilheteria até as 17h.
Preço do Ingresso: R$ 6 e meia entrada.  Crianças até 10 anos e adultos a partir de 60 anos não pagam.
Obs: às últimas terças de cada mês o horário é estendido até às 22h.  A bilheteria fecha às 21h.

Humor

Empreendimentos de latinos...

15:27


Não pude confirmar a nacionalidade deste magnífico empreendimento... Mas só pode ser coisa de Paraguaio

Quanto deve custar uma Senzu Bean ?

Curiosidades

Rir é o melhor remedio

23:45

É minha gente!
Meu Palmeiras perdeu pro São Paulo...


E se não bastasse a semana está só começando...

 

Mas pra que

Se eu posso


Parabéns a todos que venceram na rodada, e aos que perderam, boa sorte na próxima!

Humor

Profissão honrada

18:49

A cartomante para o jovem cliente:

— Vejo que você vai ter uma profissão muito honrada...
— É mesmo? Que profissão é essa? — pergunta o rapaz, ansioso.
— Vão se formar filas para aguardar a sua chegada — continua a cartomante.
— É mesmo? Que legal!
— E as pessoas ficarão muito felizes quando você chegar!
— Que maravilha! Que profissão é essa? — insiste o rapaz.
— Motorista de ônibus!